domingo, 21 de julho de 2024
Pesquisar

Roberto Cidade cobra informações de David Almeida de empréstimo na recuperação de ruas e disse que Manaus ‘não precisa de um pintor’

Roberto Cidade
Roberto Cidade

O pré-candidato à Prefeitura de Manaus, Roberto Cidade (União), esteve na noite dessa quinta-feira (13) na zona Sul da capital e em seu discurso cobrou o prefeito David Almeida (Avante) sobre o empréstimo que fez para asfaltar 10 mil ruas e reforçou que Manaus “precisa de um prefeito, não de um pintor”.

“Manaus precisa de um prefeito, não precisa de um pintor. Deixa de lambança! Manaus precisa de um transporte público melhor, de merenda de qualidade, de infraestrutura adequada. Ele pegou o dinheiro do empréstimo para asfaltar 10 mil ruas e não fez. Ninguém aguenta mais essa má gestão que está aí”, declarou Cidade.

Acompanhado do deputado estadual Rozenha (PMB), Cidade detalhou suas propostas para as áreas da saúde, assistência social e segurança de seu Plano de Governo.

O pré-candidato falou que, apesar de Manaus ter muitas urgências, há algumas questões que são prioritárias. Por isso, um dos primeiros atos do pré-candidato, caso eleito, será tornar lei o Auxílio Municipal Permanente, beneficiando 50 mil famílias.

“O Auxílio Manauara foi extinto ainda no período da estiagem em Manaus, quando muitas famílias ainda precisavam dele para ter o básico na mesa. Assumindo a prefeitura de Manaus, nosso primeiro ato vai ser tornar esse auxílio permanente. Somos a quinta capital do Brasil em arrecadação, mas também somos a quinta em pobreza, e não podemos deixar tantas pessoas desassistidas. A prefeitura precisa fazer a sua parte no social”, afirmou.

Outra medida defendida por Cidade será instalar 12 Unidades de Pronto Atendimento (UPA) em todas as zonas da capital ao longo dos quatro anos de mandato.

“É inadmissível que Manaus não tenha um pronto-socorro municipal. Em Palmas, que é uma capital muito menor que a nossa, por exemplo, tenha. Manaus tem dinheiro, mas não tem prefeito para assumir a saúde do município. Salvador e Fortaleza, que são praticamente do tamanho de Manaus, recebem recursos do SUS para manterem UPAs funcionando 24 horas. Esse é um desafio possível de ser realizado”, reforçou.

Também é compromisso do pré-candidato o armamento e a ampliação da Guarda Municipal, que hoje conta apenas com 385 agentes.

“Ninguém aguenta mais tanto furto em ônibus. Os espaços públicos que hoje estão desguarnecidos de vigilância poderiam estar protegidos se a nossa guarda fosse adequada. A maioria dos agentes da Guarda Municipal hoje fazem trabalhos burocráticos e não a função que deveriam fazer, de estar nas ruas ajudando a proteger as pessoas e os espaços públicos”, reclamou.

Na esteira da necessidade de reforço na segurança dos espaços e logradouros públicos, o deputado estadual Rozenha sugeriu que a Guarda Municipal possa vir, a partir do aumento no efetivo e de melhor treinamento, a contribuir com a segurança da Orla do Amarelinho.

“Manaus não aguenta mais ver o seu Centro destruído. A Panair, que é o maior terminal pesqueiro desse estado, está à míngua. O Amarelinho está jogado às traças. Manaus precisa de um gestor de verdade, que sabe o valor das coisas. Temos um cara pronto e o nome dele é Roberto Cidade. Ele está preparado, sabe olhar nos olhos das pessoas sem arrogância. É correto e de palavra. Se eleito, vai fazer uma gestão de trabalho e união”, declarou Rozenha.


Descubra mais sobre Manaustime

Subscribe to get the latest posts sent to your email.

Deixe o seu Comentário

Roberto Cidade cobra informações de David Almeida de empréstimo na recuperação de ruas e disse que Manaus ‘não precisa de um pintor’

plugins premium WordPress