sexta-feira, 19 de julho de 2024
Pesquisar

Foragido por desviar R$ 36 milhões, presidente do Solidariedade é incluído na lista vermelha da Interpol

Foto reprodução

O presidente do partido político Solidariedade, Eurípedes Gomes Júnior, alvo de uma operação da Polícia Federal, foi incluído na categoria de difusão vermelha da Interpol. O presidente está foragido desde quarta-feira (12). 

A operação mira desvios de recursos, nas eleições de 2022, dos fundos partidário e eleitoral do partido PROS – que foi incorporado pelo Solidariedade em 2023. Os atos de lavagem foram identificados por meio da constituição de empresas de fachada, aquisição de imóveis por meio de interpostas pessoas, superfaturamento de serviços prestados aos candidatos laranjas e ao partido. 

De acordo com a PF, as investigações tiveram início a partir de denúncia de Marcus Vinicius Chaves de Holanda, que foi presidente do PROS, contra o ex-presidente do partido, Eurípedes, suspeito de desviar aproximadamente R$ 36 milhões. O presidente não foi encontrado em casa pelos agentes da PF durante a operação. Ele tinha uma viagem marcada, mas também não compareceu ao aeroporto. 

As investigações também apontam que há indícios de que a ex-vice-presidente do partido PROS e atualmente secretária-executiva do Solidariedade, Jhennifer Hanna, filha de Eurípedes, obteve viagens internacionais, bolsas de estudo e cargos com dinheiro desviado do partido.

Deixe o seu Comentário

Foragido por desviar R$ 36 milhões, presidente do Solidariedade é incluído na lista vermelha da Interpol

plugins premium WordPress