sexta-feira, 19 de julho de 2024
Pesquisar

Novo imposto pode “afundar” a Zona Franca de Manaus; veja vídeo

Manaus
Foto reprodução

Em um golpe devastador para a economia da região Norte, a reforma tributária proposta pelo governo ameaça destruir a Zona Franca de Manaus (ZFM), um dos pilares industriais mais importantes do Brasil. A aplicação de um novo imposto de 8% sobre a Contribuição Social sobre Bens e Serviços (CBS) coloca em risco a sobrevivência do Polo Industrial de Manaus (PIM), que poderá perder sua vantagem competitiva crucial.

Ralph Assayag, presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Manaus (CDL Manaus), não conteve sua indignação em um vídeo recente, onde implorou por ação imediata dos deputados federais do Norte. “A Zona Franca pode sucumbir”, alertou Assayag, destacando que a rejeição das reivindicações pela Câmara Federal é um ato de desprezo pela prosperidade da região.

A ZFM, que há décadas atrai empresas com incentivos fiscais robustos, vê-se agora diante de uma nova realidade onde esses benefícios podem ser drasticamente reduzidos. Empresas que dependem dessas vantagens para operar e gerar empregos estão alarmadas, prevendo um êxodo de indústrias e um colapso econômico sem precedentes.

A introdução do CBS não só encarece a produção local, mas também desfavorece a competitividade da ZFM em comparação com outras regiões e países. Assayag enfatizou que o impacto negativo será sentido em toda a cadeia produtiva, desde a fabricação até o consumo final.

Especialistas alertam que a reforma tributária, se aprovada sem modificações, poderia desencadear uma crise de desemprego em massa e um colapso econômico na região. A perda de competitividade ameaça não só as empresas instaladas na ZFM, mas também toda a infraestrutura econômica do Amazonas, que depende fortemente do sucesso do Polo Industrial.

Os próximos dias serão críticos para o futuro da Zona Franca de Manaus. Parlamentares e líderes locais intensificam a pressão para reverter essa decisão e salvar uma das joias econômicas do Brasil de uma catástrofe iminente. O relógio está correndo, e a região Norte espera por um milagre político que possa preservar seu motor econômico vital.

Deixe o seu Comentário

Novo imposto pode “afundar” a Zona Franca de Manaus; veja vídeo

plugins premium WordPress